Archive for outubro \04\UTC 2006

self-preservation

imagebank

imagebank

Não raro olhei para fora querendo encontrar maneiras de preservar o que considerava importante. O amor das pessoas por mim (e o meu por elas), minhas relações, meu respeito pelas pessoas queridas, meus objetivos, minhas vida profissional. Hoje percebo ter me esquecido do mais importante: preservar a mim mesma de todas as coisas que fazem mal, que causam dor, que ocasionam feridas que o tempo demora em cicatrizar.

Decidi me salvar, me preservar, evitar que entre em extinção a pessoa que fui e sempre quis ser. Pra onde foi minha alegria de viver? O que eu fiz com aquele brilho nos olhos?! Onde deixei o romantismo, a forma poética de ver e viver a vida?! Quem sabe onde foram parar as minhas gargalhadas e o meu jeito especial que sempre cativou as pessoas?! É tempo de correr atrás do prejuízo, devolver a mim o que confisquei nos últimos meses e anos, retomar o rumo que havia trilhado com carinho para seguir. É tempo de auto-preservação, de cuidado comigo, de amor próprio, de paz, de serenidade dentro de mim. É tempo de olhar pra dentro e enxergar o que de belo e triste eu construí. É tempo de afastar com coragem tudo que não me torna melhor. Antes que eu me acabe, antes que não reste mais nada do que eu fui, antes que eu me perca totalmente de mim mesma…