Archive for maio \30\UTC 2011

em paz!

Se um dia você voltar… Não que eu esteja te esperando, mas vai que você resolva voltar… Eu queria que me encontrasse assim, como estou hoje: em paz! Não, o meu amor por você ainda não morreu. Não, eu ainda não me acostumei com a sua ausência. Não, eu ainda não me convenci de que sem você a minha vida fica melhor. Mas eu aceitei o fato de, nesse momento, termos que seguir assim: em estradas que se aproximam, se esbarram, mas não se cruzam…

Indagações numa noite de quarta-feira

Talvez eu tenha aprendido muito pouco e a vida insiste em me mostrar que não é esse o jeito, não é essa a intensidade. Talvez eu tenha tentado, sempre e muito, mas da maneira errada. Talvez eu ainda precise deixar desabrochar esse tanto que continua aqui, encolhido, adormecido, entalado. Talvez…